Youtube Cozinha Pra 1

Sal saborizado

Talvez você não saiba, mas o sal, além de salgado pode ser cítrico, picante, frutado e, até, levemente adocicado. Para isso, basta que misturemos alguns ingredientes a ele.

Ultimamente nos mercados estão cada vez mais presente o sal saborizado de diversos tipos, e você pode fazer o seu em casa!

Utilizando um pilão, coloque o sal e os ingredientes que você utilizará para saboriza-lo, como: Raspas de limão ou laranja, gengibre, alecrim ou qualquer outro tempero.

Pile até que o sal fique fino, pode passar no processador. Peneire o sal e, se estiver muito úmido, leve ao forno por cerca de 1 minuto para secar. Guarde em um pote bem vedado. Esse sal pode durar até três meses. 

Você pode até presentear amigos colocando em um pote bonito e uma etiquetinha, um mimo gourmet!

Add a comment Add a comment

Os mistérios e truques do arroz nosso de cada dia

O prato mais reproduzido nas casas Brasileiras com certeza é o Arroz. Para se tornar mestre desse prato só a prática irá te ajudar, mas até lá siga esses truques que não vai falhar!

Medida de Arroz

A primeira coisa é acertar na medida de arroz, cada xícara de arroz cru é equivalente a duas de arroz cozido, o que rende 4 porções, em casa eu faço apenas meia xícara, que serve para mim para o almoço e para o jantar.

Água

Para cada xícara de arroz será utilizada duas de água. Coloque a água para ferver antes de adicionar na panela de arroz para ajudar no cozimento por igual.

Refogado

O ponto certo do refogado é quando a cebola ficar macia e transparente. Tome cuidado para não deixar os temperos queimarem, pode alterar o sabor e a coloração. Nessa etapa você deve adicionar o arroz até ele ficar bem sequinho e mais esbranquiçado.

Cozimento

Esse é o momento da atenção, não deixe o arroz sozinho, quando a água secar, desligue o fogo e deixe o arroz terminar o cozimento por volta de cinco a dez minutos com a panela fechada.

 

Siga nossas dicas e assim você terá um arroz soltinho, branquinho e delicioso!

Add a comment Add a comment

Como diminuir uma receita

Muitas receitas que vemos por ai são de quantidades grandes para 4 pessoas ou mais, e para nós que moramos sozinhos acaba sendo um impecilho para fazermos novas receitas, ou teremos que come-la a semana inteira, se é que vocês me entendem? :)

A dica de hoje é divida a receita ao meio, todos os ingredientes! Isso vai facilitar muito sua vida, se a receita usa 1 xícara de farinha use ½ e assim por diante, dividindo toda a receita por dois você terá uma porção menor!

Mas nem sempre isso é fácil, vocês podem me perguntar, se a receita levar ovos e for um número impar? Quando os ovos da receita são em número par e você quer fazer a metade, fácil de resolver. Mas e quando a quantidade é impar?

Bem, uma solução é, quebrar o ovo em um copo medidor de mL, bate-lo com um garfo e dividir na porção que você deseja! Se seu ovo tem 50mL, a metade será 25 mL. ;)

Gostaram da dica de hoje? Bem útil não?

Beijinhos

Add a comment Add a comment

Tipos de queijos e onde devem ser guardados

Você conhece todos os tipos de queijo? Não! Vem com a gente e você não vai errar mais na hora de guardar seu queijo, isso ajudará até a prolongar a vida útil deles e você terá o seu queijinho delicioso por mais tempo! E quem não gosta de um queijinho? hehehe ;)

Queijos Bancos como Minas Frescal, Ricota, Cottage e Mussarela de Búfala.


Esses são os queijos “brancos”, devem ser mantidos na geladeira e retirados somente no momento de consumo e logo após retorna-los, muito bem embalados. São queijos mais magros, sempre retire o soro do queijo minas. Esse tipo de queijo tem uma vida útil curta, de 4 a 5 dias nas condições ideais.

Queijos suaves como Prato, Mussarela, Estepe, Gouda, Esférico, Saint Paulin, Tilsit, Gruyère

Devem também serem mantidos na geladeira, depois de aberto consumir em 5 dias. Se o queijo estiver dentro do prazo de validade original, mas aparecer pequenos pontos de mofo na superfície durante esses 5 dias, é possível fazer uma reforma no queijo, retirando somente os pequenos pontos de mofo superficial, o restante do queijo poderá ser consumido.

Queijos de Mofo Branco como Camembert, o Brie, o Bleu de Bresse e o Mi-Chrévre.

Eca!!! Haha brincadeira! Eles têm uma crosta branca envolvendo e no seu interior são mais amarelos, conserve os em geladeira. Após aberto, para guardar, envolva os queijos no papel branco original em que veem embrulhados. Este é um papel especial que protege e mantêm intacta a aveludada crosta branca da superfície. Retorne a geladeira e consuma entre 4 a 5 dias. É natural que o mofo branco vá se espalhando pela superfície da massa do queijo, não se assuste!!

Queijos de Mofo Azul como Gorgonzola.

Conserve em geladeira, após aberto, envolva completamente o queijo em papel filme e retorne à geladeira. Assim você manterá cremosidade do queijo e prolongará sua vida útil. Consuma em até 5 dias.

Queijos duros e maturados como Parmesão, Reino e Provolone.

 

Mantenha em local fresco e arejado, se o ambiente for muito quente ou se você quiser uma conservação mais longa, mantenha-os na geladeira. Após consumir, envolva em papel filme. Por serem queijos sem umidade, após aberto, o prazo de consumo pode ser maior, siga o prazo de validade.

Queijos Fundidos e Processados


Esse tipo você deve prestar atenção onde ele está conservado no mercado, alguns são conservados fora da geladeira como o “Polenghi”, outros são mantidos na geladeira como o requeijão, mantendo em casa onde era conservado no mercado. Devem ser mantidos  envolvidos por papel filme ou tampados como os requeijões e devem ser consumidos ao redor de 5 a 6 dias, conforme indicação da validade.

 

Depois de todas essas dicas, qualquer que seja o seu queijo, aproveite-o, pois são deliciosos!

Se vocês gostam deste tipo de post, comentem! ;)

Fonte: Abriq- Associação brasileira das industrias de queijos

Add a comment Add a comment

Conheça 6 comidas que podem matar seu animalzinho

PetLovers Alert: Você sabia que existem comidas que podem matar o seu animalzinho?

Fique atento a nossa lista!

Chocolate

Os produtos que contém chocolate apresentam uma substancia chamada metilxantina que pode causar vomitos em quantidades pequenas e até morte em grandes quantidades.

Essas quantidades dependem do tipo do chocolate e tamanho do cachorro. Não corra riscos, mantenha o chocolate longe do seu pet!

 

Caroços de pêssego

Caroços de pêssego são semelhantes aos caroços de cereja, e podem causar uma série de problemas para o seu animal de estimação. Caroços de pêssego geralmente se alojam na garganta do seu animal de estimação, e como resultado, pode causar problemas permanentes. Podendo também se alojar nos vários outros órgãos, incluindo o estômago e intestino. Não dê pêssegos ao seu cão!

Folhas e caules de tomate

Folhas de tomate e caules contêm tomatina, um produto químico que pode causar inúmeros problemas para a saúde do seu animal de estimação. Quando caules e frutos verdes são ingeridos, os sinais clínicos podem incluir irritação gastrointestinal, ataxia e fraqueza. Se você tem um pé de tomate em casa lembre-se de usar cercas para manter seus animais de estimação longe dessa planta.

Sementes de mostarda

A gastroenterite é geralmente o resultado de um animal que come uma grande quantidade deles, e seria necessário você levar o seu animal de estimação ao veterinário o mais rápido possível. Sempre tenha cuidado ao alimentar as suas sobras ao animalzinho, pois podem conter as sementes de mostarda ou mostarda. Lembre-se: Cães preferem hot-dog sem molho! Hehehe

Pimenta

Algumas pessoas amam comida apimentada, mas confie em mim, os seus animaizinhos não! Então, como exatamente isso afeta o seu animal de estimação? A mesma coisa que acontece conosco, ele pode arder quando entra em contato com mucosas, tais como os olhos, nariz e ânus. Uma reação dolorosa, de fato!

Ossos

Ossos de peixes, aves, ou de outras fontes de carne cozida podem causar ao seu animal de estimação mais mal do que bem! Ossos cozidos tornam-se extremamente frágeis, e como resultado, eles podem lascar na boca do seu animal de estimação e ficar alojado na garganta ou no estômago. Sempre se certifique que você só dar seu animal de estimação ossos de carne crua, e nunca espinhas de peixe! Melhor comprar guloseimas de couro cru em forma de osso dos pet-shops do que dar a seus animais de estimação ossos reais.

 

Essas foram as dicas de hoje pessoal, semana que vem tem mais! Beijinhos

Add a comment Add a comment
Busca - Categorias
Buscar - Contatos
Buscar - Conteúdo
Busca - Fonte de Notícias
Busca - Weblinks

Perfil


Gabriela Fonte tem 24 anos, mora em São Paulo e é formada em Publicidade, mas se apaixonou pelo prazer de comer bem. Criou o CP1 em 2011 e toda semana é publicada uma nova receita!




    Cozinha pra 1 no Blogger        Cozinha pra 1 no Facebook        Cozinha pra 1 no Twitter        Canal do Cozinha pra 1 no YouTube   

 

 

 

 

_

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui! 

Todas as receitas estão no Petitchef  

Uêba - Os Melhores Links LinkLog

Colmeia: O melhor dos blogs